MMM Art

Art Circle

 Percival Tirapeli 01Percival Tirapeli 02Percival Tirapeli 03Percival Tirapeli 04Percival Tirapeli 05Percival Tirapeli 06Percival Tirapeli 07Percival Tirapeli 08

Percival Tirapeli

Percival Tirapeli (Brazilija)

Percival Tirapeli, paulista, nascido em Nhandeara, em 1952, é professor doutor, livre-docente e titular em Arte Brasileira na Universidade Estadual Paulista, UNESP, pesquisador e professor em cursos de graduação e de pós-graduação no Instituto de Artes da Universidade Estadual Paulista, UNESP, São Paulo, capital. Na área de pesquisa sobre a arte colonial paulista, realizou a dissertação de mestrado Arquitetura religiosa no contexto urbano do Vale do Paraíba, em 1984, iniciando assim a base para apresente obra. Doutorou-se em 1989, em Artes Plásticas, pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo.

Como artista plástico, é pioneiro no uso da xerografia (1975), participou de Bienais Nacional e Internacional de São Paulo e expõe em salões de arte desde 1972. Realizou exposições individuais em galerias de diversas cidades brasileiras, e em Roma. Possui obras no acervo do Museu de Arte Contemporânea da USP (MAC), na Pinacoteca do Estado de São Paulo, na Pinacoteca da Prefeitura de Santo André e no Museu de Arte Contemporânea em Florianópolis, Santa Catarina. Como curador fez exposições do Museu de Arte Moderna em São Paulo (MAM), no Centro de Referência do Professor - Mário Covas e na exposição Do barro ao barro no Sesc Pompéia São Paulo, e no Sesc de Taubaté (2003).

É autor de As mais belas Igrejas do Brasil (1999) e Patrimônios da humanidade no Brasil (2000), as duas últimas publicações são bilíngues publicadas pela Metalivros, além de Conhecendo os patrimônios da humanidade (2001), pela mesma editora. 

Em 2001, lançou na Feira Internacional do Livro de Guadalajara, a obra Arte sacra colonial: barroco memória viva, pela Editora UNESP/ Imprensa Oficial do Estado.

Em 2002, publicou o Calendário pintura colonial paulista UNESP /Banco Real com 14 lâminas e texto/pesquisa, com o objetivo de divulgar a pintura sacra paulista, pesquisa que veio a contribuir para a presente obra.

E 2003 Igrejas Paulistas: Barroco e Rococó também pela Editora UNESP/ Imprensa Oficial do Estado, que obteve o prêmio de melhor pesquisa em artes pela Associação Brasileira de Críticos de Arte e de melhor livro do ano pela Rádio Eldorado.

Em 2006, lançou pela Cia. Editora Nacional, Arte Brasileira, em cinco volumes;

Em 2007, São Paulo - Artes e Etnias e Arte Sacra - Gênese da Fé no Novo Mundo (catálogo da exposição realizada para a visita do Papa Bento XVI em 2007 ao Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo).

Em 2008, lançou Igrejas Barrocas no Brasil, pela Metalivros. Para a realização desta obra, visitou e pesquisou todas as igrejas entre novembro de 2007 a julho de 2008, sempre acompanhando e orientando o olhar dos fotógrafos. Indicado para o Prêmio Jabuti 2009 na área de Arquitetura e Urbanismo, Fotografia, Comunicação e Artes.

Em 2008 e 2009 foi curador de exposições nos Palácios dos Bandeirantes e Horto.

Em 2009 foi curador das exposições Anjos e Santos no Palácio do Horto e O Nome do Brasil no Palácio dos Bandeirantes, este juntamente com Laura Carneiro.

Há mais de vinte anos ministra o curso de extensão universitária da UNESP Barroco Memória Viva, em São Paulo, Rio de Janeiro e cidades históricas de Minas Gerais.

Como professor, é pioneiro na capacitação de monitores para exposições de arte tais como Rodin, na Pinacoteca do Estado de São Paulo (1995) e O universo mágico do barroco brasileiro - SESI/FIESP (1998). Em Paris, especializou-se na obra de Rodin, capacitando monitores para exposições em Recife, Fortaleza e Salvador, em 2000 e 2001 novamente na Pinacoteca do Estado de São Paulo, capacitou os monitores para Rodin e a Porta do Inferno. Realizou, para a megaexposição Brasil 5OO anos -Módulo arte barroca -palestras no SESC Vila Mariana e visita monitorada à exposição.

Desde 1987 ministra periodicamente cursos nas cidades históricas de Minas Gerais, Rio de Janeiro, Bahia, São Paulo, Rio Grande do Sul e região das Missões. Em outubro de 2001, realizou comunicação e lançou o livro As mais belas igrejas do Brasil, no III Congresso Internacional sobre Barroco Iberoamericano, Universidad Pablo de Olavide, Sevilha, Espanha, a convite da organização do evento.

Tirapeli participou das gestões 2007-2009 como vice-presidente da Associação Brasileira de Críticos de Arte e no Conselho Internacional para Monumentos e Sítios – Icomos, como diretor de Projetos Especiais.

A partir de 2009 é membro do Conselho Consultor do Acervo Artístico dos Palácios do Governo do Estado de São Paulo.

Evropska unija

Projekt je pripravljen s finančno pomočjo Evropske unije v okviru programa Phare CBC Slovenija/Italija 2003

©